Wednesday, July 06, 2016

Libertad (paradojal) de expresión



Mike Hume
Direito a Ofender.
A liberdade de expressão e o politicamente correcto
Tradução da Rita Almeida Simões
Edições Tinta da China, Lisboa, 2016, 352 pp.
ISBN: 9789896713218

O assassínio a sangue-frio dos cartoonistas do Charlie Hebdo em Janeiro de 2015 colocaram a questão da liberdade de expressão em primeiro plano. Os líderes das democracias de todo o mundo uniram-se para condenar os ataques.

Mas, pouco tempo depois, muitos comentadores começaram a defender que o massacre obrigava a impor limites sobre a liberdade de expressão, e que era necessário limitar o direito a ofender. Um livro polémico sobre um tema gritantemente actual, onde o jornalista britânico Mick Hume faz uma defesa acérrima da liberdade de expressão, que o autor teme estar em risco no Ocidente.
 
 Nota do autor
  Prólogo — «Je suis Charlie» e a pseudodefesa    da liberdade de expressão
  PARTE I   a guerra silenciosa contra a liberdade de expressão
 1 Algumas coisas de que nos esquecemos acerca da liberdade de expressão
 2 A época dos contra ‑Voltaires
 3 Breve história dos hereges da liberdade de expressão
 4 A frente cibernética: caça aos trolls e «buracos de memória»
 5 A frente universitária: estudantes que se querem libertar da expressão
 6 A Frente do Entretenimento: pontapés à liberdade de expressão  no futebol e uma comédia  que não está para brincadeiras
  PARTE II  cinco boas razões para restringir a liberdade de  expressão — e porque é que estão todas erradas
 7 «Não se pode gritar ‘fogo!’ num teatro apinhado de gente»
 8 «Mas as palavras magoam»
 9 «É preciso ter cuidado com a língua»
10 «Quem mente e nega o Holocausto não merece ser ouvido»
11 «A liberdade de expressão é só uma desculpa para os meios de comunicação social manipularem as pessoas»
  Breve resumo da defesa
Epílogo — Os avisos de que precisamos
  Notas
 
Mick Hume (n. 1959) é um jornalista e escritor britânico. É editor da revista Spiked e manteve uma coluna semanal no jornal The Times durante dez anos. Nos últimos anos tem- se destacado como defensor da liberdade de expressão e de imprensa, escrevendo sobre o tema no The Times, The Sunday Times, The Independent, ...

 
Um livro fulcral, que não podia ser mais relevante neste momento. É convicto, destemido, empenhado em desconstruir os argumentos falaciosos contra a liberdade de expressão, defendendo esse valor sem reservas e com argumentos extremamente convincentes. Neste tempo de fraqueza de espírito, é muito bom lermos uma defesa tão incondicional.
—Salman Rushdie
 
XXX
 
Publicado en 2015 con el título original de Trigger Warning. Is the fear of being offensive killing free speech? 2015, y no cómoda distribución. La lisboeta Edições Tinta da China resuelve el problema.
Review en The Guardian, accesible en: https://www.theguardian.com/books/2015/aug/28/trigger-warning-is-fear-being-offesnive-killing-free-speech-mick-hume-review

J.C.G.

No comments: