Thursday, April 30, 2015

Derecho y Literatura en Brasil. Novedad bibliográfica


Notícia importante. É agora nas livrarias
Arte e direito: o lugar da literatura na formação do jurista crítico-sensível, de José Alexandre Ricciardi Sbizera [Lumen Juris - Livraria e Editora Ltd., Salvador. Bahía, 2015] para o qual tive a honra de escrever o prólogo (" 'The turn to affect'. Sentido y sensibilidad en el Teatro legislativo de Augusto Boal y la Teoria crítica del Derecho de Luis Alberto Warat")
A capa é atraente. O conteúdo -bem sei- é ótimo.
Parabéns!

Cicerón y la escena judicial



Jon Hall
Cicero’s Use of Judicial Theater
University of Michigan Press, Ann Arbor, 2015, 201 pp.
ISBN: 978-0-472-07220-0

In Cicero’s Use of Judicial Theater, Jon Hall examines Cicero's use of showmanship in the Roman courts, looking in particular at the nonverbal devices that he employs during his speeches as he attempts to manipulate opinion. Cicero's speeches in the law-courts often incorporate theatrical devices including the use of family relatives as props during emotional appeals, exploitation of tears and supplication, and the wearing of specially dirtied attire by defendants during a trial, all of which contrast strikingly with the practices of the modem advocate. Hall investigates how Cicero successfully deployed these techniques and why they played such a prominent part in the Roman courts. These "judicial theatrics" are rarely discussed by the ancient rhetorical handbooks, and Cicero’s Use of Judicial Theater argues that their successful use by Roman orators derives largely from the inherent theatricality of aristocratic life in ancient Rome—most of the devices deployed in the courts appear elsewhere in the social and political activities of the elite.
While Cicero’s Use of Judicial Theater will be of interest primarily to professional scholars and students studying the speeches of Cicero, its wider analyses, both of Roman cultural customs and the idiosyncratic practices of the courts, will prove relevant also to social historians, as well as historians of legal procedure.

Abbreviations
Notes on Texts and Translations
Introduction
Chapter 1: Judicial Theater in Ancient Rome: Some basic Considerations.
Chapter 2: A Sordid Business: the Use of “Mourning Clothes” in the Courts.
Chapter 3: Too Proud to Beg: Appeals and Supplications in the Courts.
Chapter 4: Shedding Tears in Court: When Crying is Good.
Chapter 5: Judicial Theatrics beyond Cicero.
Conclusion
Bibliography
Index Locorum
Index Nominum
General Index.

 
Jon Hall is Associate Professor in the Department of Classics, University of Otago, New Zealand.

 


Marcus Tulius Cícero, 106-43 a C.


Wednesday, April 29, 2015

Bolinho de côco y libros en Lisboa




La noche de vuelo desde Recife amaneció en Lisboa. El intervalo de conexión con Málaga me obsequiaba con unas horas preciosas de paseo en la ciudad, suficientes para un desayuno y la visita a alguna librería de las que conozco. Ya había renunciado ir hasta Ler Devegar, que recomiendo a todos, en Rua Rodrigues Faria 103, pues corría el riesgo de demorarme más de lo necesario, aunque menos de lo querido. Deliberé entonces si ir hasta Largo do Chiado y tomar un café en A Brasileira , junto a Fernando Pessoa. En la zona se encuentra la Livraria Bertrand y los alfarrabistas de Largo da Trindade están cercanos. Pero flaqueé; en ese momento la algarabía turística no me cautivaba. También podía dirigirme al Rossio, donde se encuentra uno de los dos locales de Livraria Leya en la ciudad. Sin embargo, la Praça Dom Pedro está siempre concurrida y, después de pasar la noche en un avión, me apetecía encontrar otro espacio menos acuciado de transeúntes. Estaban, alternativamente, las avenidas de Marquês de Pombal y Liberdade, que se recorren con tranquilidad, tienen apeaderos de bancos junto a zonas ajardinadas, estatuas conmemorativas que devuelven indiferencia al provisorio desasosiego, fresca sombra riente de arboleda, y también pequeñas confiterías, modestas, de accidentales parroquianos. La pastelería lisboeta es complaciente. Mi paladar declara una dulce querencia al bolinho de côco, y en Portugal hacen un café fascinante, con añadido no menos tentador de hallarse próximo otro establecimiento del grupo editorial Leya, la Livraria Leya Buchholtz, en Rua Duque de Palmela 4, mi preferido, y allí fui, recalando dos horas entre libros fascinantes.
Este año –en realidad, cualquier año– se conmemoran fechas de atmósfera pessoana; Lisboa nunca desaíra la memoria de Pessoa. Es ésta una enseñanza de la que no toman ni ejemplo, ni aun conocimiento, la mayoría de nuestras ciudades, siempre dispuestas a la verbena de lo insignificante y el gusto por solemnizar lo municipal; entre nosotros toda oportunidad cultural se transforma en irredento testimonio hortera, aspaventado de vacua galanura provinciana. 
Fernando Pessoa es una instigación permanente en mi biblioteca. Trasegué esta vez a sus estanterías las tres obras que aquí protocolizo a modo de póliza notarial.

 
Jerónimo Pizarro (org.)
Fernando Pessoa - O Guardador de Papéis
Texto Editores, Alfragide, 2009, 360 pp. 
ISBN: 9789724739731

Reúne los textos del ciclo de conferencias que en 2008, com motivo del 120 aniversario del nacimiento de Pessoa, organizo la Casa Fernando Pessoa bajo rótulo de ‘O guardador de Papeis’. Es una edición que, junto a la reproducción gráfica de algunos originales, e inéditos, y cuidada exégesis casi paleo-caligráfica de Pessoa se ocupa de temas que son de especial interés para mí. Así, entre muchos de sobrado mérito, el trabajo del historiador José Barreto (“Pessoa e Fátima: a propósito dos escritos pessoanos sobre Catolicismo e Política”) al indagar en la actitud antitradicionalista del escritor, y dos más específicamente dedicados al expólio de papeles y  de la biblioteca. Todo lo relacionado con la biblioteca de Pessoa me resulta personalmente valioso. Y en este punto debo precisar algo que me parece significativo; la palabra portuguesa expólio puede inducir a error, porque se trata de un ‘falso amigo’. Contra lo que sugiere en el idioma español ‘expólio’ equivale en la lengua lusa a la masa hereditaria que el difunto deja a sus causahabientes; en definitiva, la herencia, que en el caso de don Fernando fueron papeles y libros. Me parece significativo porque esa naturaleza jurídica en la que el término se reconduce implica una condición de civilidad –civismo de raigambre romana; el testamento como acto jurídico supremo en la vida del cives– de la que el vocablo expolio absolutamente carece entre nosotros, más pegado –inherente a un espíritu de saco que nos define norteafricanos– a la apropiación de lo que pertenece a otro, con maneras violentas, confiscatorias y, normalmente, tan depredadoras como destructivas. ¡Qué razón tenía Wittgenstein! Los límites de nuestro lenguaje son los de nuestro mundo.

 

Rita Patrício
Episódios. Da teorização estética em Fernando Pessoa
Edição do Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho
Ediçoes Húmus, Vila Nova de Famalicão. Braga, 2012, 448 pp.
ISBN: 9789898549563

Se trata del estudio del ideario estético de Fernando Pessoa a partir de sus textos ensayísticos. El origen de esta monografia está en un trabajo de tesis doctoral que, además del rigor y orden expositivo y originalidad académica propias del género –cada vez más raro en nosotras Universidades– expresa sus postulados con finura idiomática. Leer sobre temáticas acerca del pensamiento y lenguaje poético pessoano, su musicalidad, el hábito del fragmento y otras relativas a la metaliteratura de la traducción me enriquece.

Y, por último, el eco del llanto griego de Orfeo en la Lisboa-Eurídice: la revista Orpheu, la epifanía modernista en Portugal, su efímero pasaje, su modernidad en trastiempo. «Você tem mil razões: o Orfeu não acabou. De qualquer maneira, em qualquer tempo há-de continuar.», escribirá Mário de Sá-Carneiro a Fernando Pessoa.
 
Mário de Sá-Carneiro (1890-1916)
 
¡Qué verdad! Este año se celebrará –abundaban los eventos ya para la misma semana en que llegué, y otros muchos más están programados en los próximos meses (Museu da Eletricidade, Casa Fernando Pessoa, Biblioteca Nacional)– de la que en apenas dos números –quedó el tercero en pruebas– fue el logro del gran empeño de un pequeño grupo de poetas y escritores, y unió mano con mano a Fernando Pessôa –así escrito por entonces– y Mario de Sá-Carneiro: Orpheu, impresa con exquisito diseño por la Typografia do Comércio, y primorosa dedicación de Antonio Ferro como su editor centinela. Pessoa y Sá-Carneiro cuidaron del nº 2, mientras directores del 1º fueron Luiz de Montalvôr y Ronald de Carvalho.
En 1983 la portuense Edições Nova Renascença recupero, a cuidado de José Augusto Seabra, su colección completa –los trés números en 2 v. Este año, a cien del 24 de abril de 1915, Edições Tinta da China, y a cargo de Steffen Dix (Universität Tübingen), lanzó el bellísimo 1915 – O Ano do Orpheu, al que sucumbí sin presentar la menor resistencia. Y aquí está, conmigo, y yo deleitado:

 


Steffen Dix (org.)
1915 – O Ano do Orpheu, Tinta da China, Lisboa, 2015, 464 pp
ISBN: 9789896712518

Orpheu, la «geração Orpheu», es un Zeitgeist reconstruido entre más de veinte investigadores admirablemente coordinados por Dix para exhumar el derredor de antecedentes –impagables las resonancias parisinas de vorticistas, cubistas, futuristas y órficos– y la transtemporalidad hacia otros territorios que no es difícil descubrir en la agitación intelectual y creatividad artística del presente Portugal. 
1915– O Ano do Orpheu es un libro por todos los conceptos excelente. Y está conmigo, y yo deleitado. 

Qué más puede pedirse a una elegante mañana de aire azul en Lisboa.

J.C.G.

Tuesday, April 28, 2015

Sobre gula libresca y canibalismo literario. De librerías en Recife.


En Recife, contra lo que el azar me ha venido deparando en los últimos años, no hallé librerías cercanas a mi hospedaje. Llegando a él comprendí pronto que así iba a suceder. El ‘Mar Hotel’, con magníficas instalaciones, se encuentra en la zona de maravillosa Praia Boa Viagem y este no es un lugar propicio para el tipo de establecimientos que más acostumbro visitar. Consulté a varios lugareños y me indicaron que encontraría lo que buscaba en el ‘Shopping Recife’, en Rua Padre Carapuceiro 777, relativamente cerca, pero desde luego no a un tiro de piedra. Así, pues, la mañana del 22 de abril –víspera del inicio de mi participación en el V Congresso de Diretito Processual que hasta allí me habñia llevado– dirigí temprano mis pasos hasta aquel centro comercial, antes de que el calor apretara. Localicé den él dos librerías y con mirada escudriñadora, casi lujuriosa, fui desnudando a lo largo de varias horas los anaqueles sobre crítica literaria y ensayo. Primero fue Livraria Imperatriz, más tarde Livraria Saraiva e Siciliano. Tras ojear índices, leer entre la contingencia y la curiosidad algunos párrafos, dudar, enmendar elecciones, resistir muchas incitaciones y sucumbir a otras, terminó aquella mañana siendo provechosa en resultados, cuyo divisor común reúne tres nombres concurrentes: Clarice Lispector, Jorge Luis Borges y Fernando Pessoa. Sobre el mostrador de pago se apilaron las compras que aquí reseño:

Berta Waldman
Clarice Lispector - A Paixão Segundo C.L.
Editora Escuta, 1São Paulo, 993 (2ª ed. rev. y aum.), 181 pp.
ISBN: 9788571370586


Lo más valioso de esta edición –ya descatalogada– son los textos de dos conferencias que en anexo abren a temas menos frecuentados por la crítica, como los de pensamiento social en Clarice Lispector (1920-1977). Relacionado con lo anterior están las crónicas recogidas en Para não esquecer, editadas de modo independente em 1978 y que originalmente se incluían en A legião estrangeira (1964).

 

Giorgio de Chirico (1888-1978), 'Clarice Lispector' (1945)

Clarice Lispector
Para não esquecer
Rocco, Rio de Janeiro, 1999, 127 pp.
ISBN: 9788532509533


Entre sus crónicas, la dedicada al delincuente ‘Minerinho’ es de tremenda profundidad para un jurista, y –lamentablemente– no ha perdido un ápice de actualidad en terra brasilis, et ultra. Algo he de escribir, con privilegiada ocassio en materia de Derecho y Literatura. No demoraré en este propósito.

Ermelinda Ferreira
Dois estudos pessoanos
Editora Universitária UFPE, Recife, 2002, 136 pp.
ISBN: 9788573153262


Me interesó esta obra porque uno de los estudios con que su autora –Doctora en Letras por la Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro y profesora en Recife de la Universidade Federal de Pernambuco y de la Faculdade Frassinetti– la organiza contiene interesantes reflexiones de relación intertextualidad entre Fernando Pessoa y Jorge Luis Borges. El otro extiende líneas de convergência entre Pessoa y René Magritte (1898-1967). Colmar en mi biblioteca espacios que, como éstos, son de rara oportunidad, era imperativo categórico.
 

Fernando Pessoa (1888-1935)
 
 
Jorge Luis Borges (1899-1986)
 
Del resto, quienes han leído en este blog otras reseñas de batidas por librerías de los países en que recalo conocen de mi gula libresca. No hace mucho –y aprovecho para algo más que una simple concomitancia– escribí un post sobre Oswald de Andrade (1890-1954) y su Manifiesto Antropófago (1928). ¡Cuántas maravillosas boutades vanguardistas en aquel Manifiesto del 28!. Absolutamente impagables las relativas al Derecho.
Comprenderán, por tanto, que tenía necesidad imperiosa –y no se trata ahora de una metáfora, créame– por saciarme de aquel hambre atrasada de ‘antropofagia’ y acerca de las vanguardias latino-americanas, en particular brasileiras. La fortuna me sirvió, sobre mantel blanco, una esqusitez. Hela aquí:
 
João Cezar de Castri e Jorge Ruffinelli (orgs.)
Antropofagia hoje? Oswald de Andrade em cena
É Realizações Editora Espaço Cultural Livraria, São Paulo, 2011, 688 pp.
ISBN: 9788580330304

Son 44 ensayistas y 13 escritores convocados a la mesa de la antropofagia oswaldiana, esa utopía de alteridad a través de la apropiación creativa del otro. Las ilustraciones, además, magníficas.
 
 

Oswald de Andrade (1923), por Tarsila do Amaral (1886-1973)

A Livraria Saraiva llegué con ese buen sabor de boca, aunque no saciado. Otros hallazgos acrecentaron mi voracidad y satisfacción.
E invisible, iba tejiéndose, el lienzo estampado de tres nombres: Lispector, Pessoa y Borges. De este último, para nutrir el apetito insaciable de la sección borgeana de mi biblioteca, adquirí la siguiente obra:

 

Luciana Namorato
Diálogos borgianos: intertextualidade e imagionario nacional na obra de Jorge Luis Borges e de Antonio Fernando Borges
Editora 7 Letras, Botafogo. Rio de Janeiro, 2011, 178 pp.
ISBN: 9788575777695

Ella hace prueba de la tensión entre fondo de originalidad y sus modulaciones transformadoras –es otra forma de antropofagia (una más) ésta de practicar el canibalismo literario– que tiene en el diálogo con la tradición del nacionalismo argentino y brasileño una extraordinaria ‘identidad’ en el sentido de equivalencias plausibles.
 
A esta compra sumé un libro colectivo, bien estructurado, sobre un tema apasionante para mi confesada ideología postestructuralista, donde practico intermitente lactancia. Estamos siempre en la errancia de miel y leche.
Se trata de un buen conjunto de trabajos investigación literaria y filosófica que imbrican Derrida a Joyce, Ricoeur, Agamben, y que asimismo se intersecan con Beckett, António Lobo Antunes o Saramago. Se trataba, comprenderán, de una inesperada delicatessen. Imposible renunciar a la promesa de toda esa experiencia 'diferida' de gourmet.
 

Jacques Derrida en el Lycée Louis le Grand, 1950
 
 

Piero Eyben e Fabricia Walace Rodrigues (orgs.)

Derrida, Escritura & Diferença no limite ético-estético
Editora Horizonte, Vinhedo. São Paulo, 2012, 303 pp.
ISBN: 9788599279366

Y aquí crucé los cubiertos, dejando para Lisboa la elección del postre.

J.C.G.

Thursday, April 23, 2015

V Congresso Internacional de Direito Processual. Recife (Brasil) (V)


Sesión inaugural del V Congresso Internacional de Direito Processual en el Centro de Convenções de Pernambuco (Olinda. Recife)
Mesa de ponentes en el V Congresso Internacional de Direito Processual

V Congresso Internacional de Direito Processual. Recife (Brasil) (IV)

Sesión inaugural del V Congresso Internacional de Direito Processual en el Centro de Convenções de Pernambuco (Olinda. Recife)
Simplemente, espectacular






V Congresso Internacional de Direito Processual. Recife (Brasil) (III)



Temprana caminata por uno de los paseos marítimos de Recife, a la altura de Boa Viagem, tratando de evitar el calor que desde muy pronto se hace presente. Un poco más al fondo la zona de prohibida de baños, por amenaza de ataques de escualos (los tiburones aquí no son ninguna broma). Me acompaña el Prof. Dr. Jorge Douglas Price, Catedrático de Filosofía del Derecho de la Universidad Nacional de Comahue (Argentina). Un alto para hidratarnos con agua de coco muy fresca.
En el camino descubro el turquino y añil de la Igreja da Nossa Senhora de Fátima- Boa Viagem.
El V Congresso Internacional de Direito Processual se inaugura esta tarde.

 
Igreja da Nossa Senhora de Fátima- Boa Viagem
Rua Marquês de Valença 350,
Boa Viagem, Recife
 
 
 

Sunday, April 19, 2015

V Congresso Internacional de Direito Processual. Recife (Brasil) (I)



Apresentação


Estado Democrático de Direito, Acesso à Justiça e Globalização Excludente

 
Durante longos períodos da história da humanidade governantes e leis eram considerados praticamente sinônimos. As regras eram simplesmente baseadas na vontade de quem estivesse com o poder político na ocasião. Essa realidade passa a mudar com a democracia, e com surgimento do conceito do Estado de Direito (todos estão submetidos às leis). É com o objetivo de debater essa evolução e realizar uma analise sobre o Direito na atual sociedade, que será realizado entre os dias 23 e 25 de abril de 2015, no Centro de Convenções de Pernambuco, o  “V Congresso Internacional de Direito Processual”. 

O encontro abordará a temática do “Estado Democrático de Direito, Acesso à Justiça  e Globalização Excludente”. Dentro desta perspectiva, mestres e doutores do campo do Direito nacional e internacional explanarão sobre o real significado do Estado Democrático do Direito. No total, mais de 30 conferencistas estarão presentes  para abordar através de palestras e talk shows assuntos do Direito Civil, do Processo Civil e do Processo Penal.

Também ocorrerá dentro da programação do evento a realização do “IX Encontro da Nova Escola  Jurídica do Recife” e  da “V Feira Internacional de livros”. O V Congresso Internacional de Direito Processual é uma realização da UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau em conjunto com a Faculdade Joaquim Nabuco.

 



Quinta ,23 de Abril de  2015

18h30-Pronunciamento de Abertura: Dr.José Janguiê B. Diniz-Reitor da UNINASSAU - Centro Universitário Mauricio de Nassau,Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional.Mestre e Doutor em Direito pela UFPE

20h-Conferência de Abertura:Estado Democrático de Direito ,Acesso a Justiça e Globalização Excludente: a eficácia e a concretização nacional e internacional dos diretos fundamentais, para além do monopólio Estatal do Direito.

Conferencista 1 - Fredie Didier – Doutor pela PUC-SP, Pós-Doutor pela Universidade de Lisboa, Mestre pela UFBA, Professor Adjunto da UFBA, Livre-docente da USP e Advogado.

Conferencista 2- Paulo Dias de Moura Ribeiro- Ministro do Superior Tribunal de Justiça.Mestre e Doutor em Direito pela PUCSP.Professor de Direito e Coordenador do Curso de Direito da UNG

Presidente de mesa:Rosane Laurentina -Graduada em Direito pela Faculdade de Direito em Caruaru,Especialista em Direito Processual pelo Centro Universitário Maurício de Nassau .Coordenadora do Curso de Direito do Centro Universitário Maurício de Nassau e Advogada.

Sexta, 24 de Abril de 2015

8h30 1º. Círculo de conferências: A eficácia e a Concretização dos Direitos Fundamentais.Para além do monopólio do Estatal do Direito.

1ª Conferência : Judicialização ,Ativismo e Concretização dos Direitos Sociais”.
Expositor: Dirley da Cunha Júnior-Doutor em Direito Constitucional pela PUC-SP e Mestre em Direito pela UFBA. Professor  de Direito Constitucional nos cursos de Graduação,Mestrado e Doutorado da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e na Universidade Católica do Salvador (UCSAL).Professor do Brasil Jurídico Cursos Jurídicos online.Conferencista e autor de diversas obras jurídicas . É Juiz Federal na Bahia

2ª. Conferência: As normas fundamentais do processo civil brasileiro no novo CPC.
Expositor:  Alexandre Freitas Câmara - Desembargador no TJ-RJ, Membro do Instituto Brasileiro de Direito Processual, da Academia Brasileira de Direito Processual Civil, do Instituto Ibero-Americamp de Direito Processual e da Internacional Association of Procedural Law.

Presidente de mesa: Marcelo Ribeiro - Advogado.Mestre e doutorando pela UNESA -RJ.Professor de processo Civil da Escola de Magistrado da Bahia (EMAB),da Escola de Magistrado do Rio de Janeiro(EMERJ),Membro efetivo do Instituto Brasileiro de Direito Processual (IBDP)

10h30 - 3ª. Conferência:  Formas Alternativas de Resolução dos Conflitos, no Âmbito da Justiça Criminal. Para além do Vigiar e Punir e da Memória do Cárcere.
Expositor: Eugenio Pacelli - Mestre e Doutor em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais. Procurador Regional da República no Distrito Federal.

Presidente de mesa: Fernando Antônio C. A. de Souza - Advogado Criminalista. Especialista em Ciências Criminais pela (UFPE). Especialista em Docência do Ensino Superior pela Faculdade de Maurício de Nassau(UNINASSAU/Recife)e de pós graduação da FACESF –Faculdade de Ciências Humanas e Exatas do Sertão do São Francisco.Membro do Grupo –Modernas Tendências do sistema Criminal –FAE/Curitiba.ALUNO REGLAR DO Doutorado pela  Universidad  de Buenos Aires (UBA).

4ª. Conferência: As Alternativas para Resolução dos Conflitos Individuais e Coletivos de Trabalho. Para além dos mecanismos jurisdicionais tradicionais de acesso à justiça.
Expositor: Carlos Henrique Bezerra Leite – Desembargador Federal do TRT da 17ª Região/ES, Ex-Procurador Regional do Ministério Público do Trabalho/ES,  Doutor e Mestre em Direito pela PUC/SP

Presidente de mesa: Everaldo Gaspar Andrade – Doutor em Direito pela Universidade de Deusto (Espanha).Procurador do trabalho aposentado e professor associado da Faculdade de Direito do Recife (UFPE).

Intervalo


14h15 2º.  Círculo de Conferências: Monismo Versus Pluralismo. As Tendências contemporâneas para efetivação dos Direitos Fundamentais

1ª.  Conferência: As sentenças aditivas na jurisprudência do STF.
Expositor: Marcelo Novelino. Procurador Federal. Mestre em Direito Público pela UGF. Doutorando em Direito Público pela UERJ

2ª. Conferência: O STF e a concretização dos direitos fundamentais.
Expositor: Pedro Lenza. Mestre e doutor pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco/USP. Professor de Direito Constitucional e Direito Processual Civil, membro do Instituto Brasileiro de Direito Processual e do Instituto Brasileiro de Direito Constitucional.

Presidente de mesa: Luiz Henrique Diniz Araújo -Mestre em Direito Constitucional pela UFPE. Doutorando pela UFPE,com a Universidade de Califórnia,Berkeley.Procurador Federal.

15h10 3ª Conferência: As Conexões entre o direito constitucional e o Direito Internacional.
Expositor:Expositor: Jorge Miranda (Portugal) – Doutor em Direito e Ciências Jurídico-Políticas pela Universidade de Lisboa, Professor Catedrático da Universidade de Lisboa, Doutor honoris causa pelas Universidades de Pau, Vale do Rio dos Sinos e Ceará (Brasil), Lovaina (Bélgica) e Porto. Deputado na Assembleia Constituinte portuguesa e Membro da Comissão Constitucional Portuguesa

16h30 4ª Conferência: Os Dilemas do Direito Civil na Compreensão da Propriedade Intelectual e diante das Novas Tecnologia da Informação e da Comunicação.
Conferencista -Ricardo Aronne – Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), Doutor em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS).
 
4ª Conferência: Os Direitos da Personalidade no Século XXI
Conferencista: Flávio Tartuce-Doutor em Direito Civil pela USP. Docente titular do programa de mestrado e doutorado da FADISP; e Docente dos cursos de graduação e pós-graduação da Escola Paulista de Direito,sendo coordenador dos últimos.Professor da Rede LFG. Autor pela Editora GEN. Advogado e consultor juríico em São Paulo.

 
Sábado 25 de Abril de 2015


8h30 - 3º Círculo de Conferências : Jurisição e Processo na Sociedade Global Suprananacionalidade e Direitos Fundamentais.

1ª. Conferência: The Foundations of International Law. os Fundamentos do Direito Internacional.

Expositor: Mortimer Seller (EUA) Professor Catedrático da Universidade de Maryland, Diretor do Centro de Direito Internacional e Comparado da Universidade de Baltimore, Ex-Presidente da Seção Norte-Americana da IVR, Membro do Comitê Executivo e Tesoureiro da Sociedade Americana de Direito Comparado.

2ª. Conferência: Individualismo Normativo e a Crise do direito Internacional.
Expositor: Dietmar Von der Pfordten(Alemanha) – Professor Catedrático da Universidade de Göttingen, Professor Visitante nas  Universidades de Harvard e Yale (E.U.A.), Cagliari (Itália) e Groningen (Holanda).
Presidente de mesa: Charbel Elias Maroun -Procurador do Município do Recife, presidente da Associação dos Procuradores do Município de Recife, Diretor Secretário-Geral da Federação Pernambucana de Procuradores Municipais, Diretor de Relações Institucionais da Associação Nacional dos Procuradores Municipais, advogado especialista em direito comercial, sócio do escritório Farias Janguiê e Maroun Advogados, com pós graduação em Direito Público pela FADIPA, pós-graduação em Direito Tributário pela PUC - Minas e pós-graduação em Direito Empresarial pela Universidade Anhanguera, membro da comissão de advocacia pública da Ordem dos Advogados do Brasil seção Pernambuco, Diretor do Instituto Nacional de Mediação e Arbitragem em Pernambuco.

10h30

4ª. Conferência: Consistencia narrativa y relato procesal. Estándares de discursividad em las narraciones judiciales (Consistência narrativa e relato processual. Padrões de discursividade nas narrações judiciais)
Expositor: José Calvo González. (Espanha) – Doutor e Professor Catedrático da Universidade de Málaga (UMA), Pós-Doutorado pela Universidade de Bolonha, Magistrado Suplente do Tribunal Superior de Justiça de Andaluzia e Membro da Academia de Jurisprudencia y Legislación da Nicarágua.

5ª Conferência: Cambios de paradigma en la resolución de conflictos. El Sistema de mediación prejudicial. (Mudanças de Paradigma na resolução de conflitos. O sistema de mediação pré-judicial).
Conferencista: Jorge Douglas Price (Argentina) – Mestre em Direito pela Universidade Internacional da Andaluzia, Doutor em Direito pela Universidade de Lecce, Mediador na Província de Río Negro, Professor Titular da Universidade Nacional del Comahue, Pesquisador e Diretor do Centro de Estudios Institucionales Patagónico e Ex-Presidente da Asociación Argentina de Filosofía del Derecho.

 
14h30 4º. Círculo de Conferências: Os Caminhos rumo aos modelos Supranacionai Alternativos de Resolução dos Conflitos Sociais  Individuais.

1ª. Conferência: A salvaguarda  dos Direitos Humanos no Contexto os Princípios Constitucionais e Direito Internacional.
Expositora: Flávia Piovesan- Mestre e Doutora em Direito pela PUC/SP;Professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo nos programas de graduação e pós Graduação em Direito.

2ª Conferência:Tema: As alternativas para resolução dos conflitos individuais e coletivos no âmbito da União Europeia.
Conferencista: Michael Paroussis: (Grécia) Doutor em Direito pela universidade de Freiburg-Breisgau,professor titular da Universidade de Patras, Professor convidado na Universidade de Louvain e Advogado em Atenas.

 
TALKS SHOWS
SEXTA- FEIRA  (AUDITÓRIO BEBERIBE)
1º TALK SHOW

9h Tema Central: As Crises do Direito Processual Civil e as Possibilidades de Superação Teórico-Dogmática.

Moderadora: Luciana da Fonseca Lima Brasileiro- Advogada, Mestre em Direito Privado pela UFPE e Docente Universitária. Presidente do IBDFAM/PE.

Expositores:
1ºCristiano Chaves de Farias: Mestre em Direito pela  UCSAL. Promotor de Justiça No Estado da Bahia. Professor de Direito Civil da Faculdade Baiana de Direito. Membro do Instituto Brasileiro de Direito de Família.
2ºRicardo Aronne: Doutor em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS).
3º Catarina Oliveira: Doutora e Mestre em direito privado pela UFPE,Presisdente do Tribunal de Ética  e Disciplina da OAB/PE Conselheira Estadual.
4 º Paulo Lôbo: Doutor em Direito pela USP.Docente Emérito da UFAL. Docente visitante da UFPE, Doutor em Direito pela USP,Docente Emérito da UFAL,Docente visitante da UFPE,A dvogado Parecerista,Ex-Conselheiro Federal da OAB e Ex- Ministro Conselheiro do CNJ.
 

Mini Curso
Sexta 24/Abril ás 14h
Gestão Financeira para Escritório de Advocacia


Palestrante: Fiplan Consultoria - Especializada em  Gestão financeira para escritórios de advocacia, ministrará um treinamento  com foco na elaboração e acompanhamento de informações financeiras estratégicas para melhor tomada de decisão.

Programa resumido: Abertura e modelagem do resultado das unidades de negócio por centro custo (cível, trabalhista, tributário, outros); Análise da lucratividade por cliente/contrato; Orçamento empresarial aberto por centro de custo; Análise do capital de giro e do fluxo de caixa; implantação de controles internos e outros.
 

2º TALK SHOW
Sexta/14h30 ( Teatro Beberibe)
Tema Central: Novo Código de Processo Civil -Desafios e Perspectivas


Moderador: Marcelo Ribeiro - Advogado. Mestre e Doutorando pela UNESA - RJ. Professor de Processo Civil da Escola de Magistrados da Bahia (EMAB), da Escola de Magistrados do Rio de Janeiro (EMERJ), Membro efetivo do Instituto Brasileiro de Direito Processual (IBDP). 

Expositores: 
1º Thiago Lopes Matsushita - Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Professor da Graduação, Mestrado e Doutorado em Direito da PUC/SP; Vice-coordenador da graduação em Direito da PUC /SP professor vistitante no programa de mestrado em Direito da União Européia e de Direitos Humanos da Universidade do Minho- Portugal.
2º Alexandre Freitas Camâra- Desembargador no TJ-RJ, Membro do Instituto Brasileiro de Direito Processual, da Academia Brasileira de Direito Processual Civil, do Instituto Ibero-Americamp de Direito Processual e da Internacional Association of Procedural Law. 
3º Leonardo Carneiro da Cunha - Doutor em Direito pela PUC/SP. Professor adjunto da Faculdade de Direito do Recife (UFPE). Procurador do Estado de Pernambuco e advogado.

 
3º. TALK SHOW
 Tema Central: Processo Penal
Sábado 25 de Abril de 2015
( Auditório Beberibe)

 

9h Tema: Os desafíos do processo penal na sociedade contemporânea.

Moderador: Fernando Antonio Carvalho Alves -Advogado militante na área criminal e Professor da UNINASSAU. Especialista em Ciências Criminais pela UFPE; Especialista em Docência da UNINASSAU; Membro do Conselho Penitenciário do Estado de Pernambuco; Membro de Comissões da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Pernambuco; Aluno do Doutorado da UBA – Universidad de Buenos Aires e pesquisador do grupo de pesquisa em Modernas Tendências do Sistema Criminal - FAE, além de membro consultivo da Revista do mesmo grupo.

Expositores: 
1º  Eugênio Pacelli -.  Mestre e Doutor em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais e Procurador Regional da República no Distrito Federal. 
2º Sandresson de Menezes Lopes. Advogado. Especialista em Direito e Processo Penal e Criminologia. Professor da Faculdade Mauricio de Nassau – RN.
4º Fernanda Moura de Carvalho.  Mestra em Direito pela UNICAP, Docente da UNICAP. Juíza de Direito.

TALK SHOW
Sábado ás 15h30

I-Conferência - A Eficácia dos Direitos Fundamentais no contexto do Princípio Constituicional da Dignidade da Pessoa Humana.
Expositor: Ingo Wolfgan Sarlet – Doutor em Direito pela Ludwig Maximillians-Universität- München,Professor titular da PUC/RS eprofessor da Escola Superior da Magistratura do Rio Grande do Sul.

II - Conferência: O Fetichização do Discurso Jurídico: “a hermenêutica jurídica e a relevância do horizonte de sentidoproporcionado pela Constituição e sua principiologia”
Expositor: Lenio Streck. Doutor em Direito pela UFSC. Pós-Doutor em Direito pela Universidade de Lisboa. Professor Titular daUNISINOS. Membro da Academia Brasileira de Direito Constitucional e Presidente de Honra do Instituto de Hermenêutica

III- Conferência: As Linhas Hermenêuticas Seguida pelo STF na Resolução dos Conflitos da Natureza Civil e Penal.
Expositor: Gilmar Ferreira Mendes- Doutor em Direito pela Universidade Munster, Professor Titular da Universidade de Brasília,  Ministro e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal.

Debatedor: João Mauricio Adeodato- Mestre, Doutor e Livre Docente pela Faculdade de Direito da USP, Pós-Doutor pelaFundação Alexander Von Hunboldt, Professor Titular da Universidade Federal de Pernambuco, Pesquisador 1-A do CNPq.Membro do Comitê Executivo da IVR e Coordenador dos Cursos de Direito do Grupo Ser Educacional.


XIII Encontro da Nova Escola Jurídica do Recife
Sexta-feira 24 de Abril de 2015


9h - 1º PAINEL: O novo Direito Processual Civil.

Presidente de Mesa: Soraya Nunes. Mestre pela Universidade Católica de Pernambuco, membro associada do Comitê Brasileiro de Arbitragem, Vice-presidente do Conselho Diretor da Câmara de Mediação e Arbitragem da OAB/PE, Diretora Secretária da Comissão de Conciliação, Mediação e Arbitragem da OAB/PE, Superintendente Regional do CONIMA).

Tema 1: A Flexibilização do Princípio do Dispositivo: uma análise Luso-Brasileiro
Expositor: Adalberta Fulco Feitosa Paes. Mestre em Direito Processual Civil pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e especialista em Direito Processual pela Universidade Católica de Pernambuco).

Tema 2: Processo Cooperativo: Contraditório Dinâmico e a Questão das Decisões-Surpresa
Expositor: Maíra Coelho Torres Galindo. Mestre em Direito Processual Civil pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e especialista em Direito Processual pela Universidade Católica de Pernambuco).

Tema 3: Tutela provisória no novo CPC: o novo regime das tutelas antecipadas e cautelares
Expositor: Luiz Henrique Diniz Araújo. Mestre em Direito Constitucional pela Universidade Federal de Pernambuco. Doutorando pela Universidade Federal de Pernambuco c/ Universidade de Califórnia, Berkeley. Procurador Federal).
                         

15h - 2º PAINEL: Processo Constitucional

Presidente da mesa: Angélika Souza Veríssimo da Costa 

Graduada em Direito pela UNICAP, Especialista em Direito Administrativo pela UFPE, Mestre em Direito pela UFPE. Docente do Curso de Especialização em Direito Processual na Faculdade de Ciências Humanas e Exatas no Sertão do São Francisco. Coordenadora de Núcleo de Prática Jurídica da UNINASSAU. Professora de Direito do Centro Universitário Maurício de Nassau e Professora da Pós Graduação Latu Sensu. Professora de Direito Administrativo e Direito Constitucional da Faculdade Boa Viagem. Advogada.  

Tema 1: O controle de constitucionalidade municipal como garantia da República Federativa do Brasil
Expositor: Gina Gouveia. Mestre em Direito Constitucional pela UFPE, Doutoranda pela UFPE, Membro da Comissão de Estudos Constitucionais da OAB/PE).

Tema 2: Princípio da Dignidade da Pessoa Humana: âmago da Constituição Federal de 1988 e vetor interpretativo para aplicabilidade do processo constitucional brasileiro.
Expositor: Ney Rodrigo Lima Ribeiro. Mestre em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Especialista em Direito Público e Direitos Fundamentais).

Tema 3: Jurisdição transconstitucional: o caso do whatsapp.
Expositor: Maria Marconiete Fernandes Pereira (Auditora de Contas Públicas da Controladoria do Estado/PB, Doutora em Direito Público pela UFPE, Mestre em Ciências Jurídicas pela UFPB, Especialista em Contabilidade e Auditoria Pública pela UFPB).


Carga Horária: 40 horas aula
Coordenador Geral: José Janguiê Diniz
Coordenadores Científicos:  João Maurício Adeodato, João Janguiê B. Diniz.