Tuesday, April 17, 2012

Con otro ritmo. Derecho y cultura popular. Novedad





Carmela Grüne (coord.)
SAMBA NO PÉ & DIREITO NA CABEÇA
Editora Saraiva, Porto Alegre , 2012, 204 pp.
ISBN: 9788502152113.


Samba no pé & Direito na cabeça propõe uma reflexão sobre o Direito nos tempos atuais, levando em consideração a recorrente judicialização de conflitos e a necessidade de o Direito se fazer presente no lugar comum.
Esta obra reúne artigos jurídicos inspirados em samba, e por meio da interpretação das canções são analisados temas como ensino jurídico, o direito ao meio ambiente, os direitos indígenas, o direito das famílias, o combate à corrupção, a criminalidade, a homoafetividade, o direito à cidade, o direito do trabalho, a formação dos juízes, a cidadania, a afrodescendência e a globalização.
Como exemplo dessas análises, pode-se citar o artigo da autora Maria Berenice Dias, que usa o samba Maria da Penha para abordar a violência doméstica; pode-se também citar o Samba da mais-valia, utilizado pelo autor Rafael da Silva Marques, que discute as relações de trabalho e a concentração da renda.
Este livro é fruto de um trabalho social realizado pela Carmela Grüne, que usa o samba como instrumento para quebrar a distância entre o universo jurídico e o cotidiano da população com o objetivo de popularizar a educação jurídica.
A obra reúne artigos de cunho crítico-social inspirados no samba. Entre os autores estão: Carmela Grüne, Carlos Eduardo Marques, Cesar Augusto Baldi, Djalma Pinto, Jorge Terra, José Carlos de Araújo Almeida Filho, José Paulo Baltazar Junior, José Rodrigo Rodriguez, Maria Berenice Dias, Mônica Sette Lopes, Paulo Ferreira da Cunha, Rafael da Silva Marques, Ricardo Aronne, e Wellington Pacheco Barros.

Sumário
O dia em que o direito caiu no samba, 7
Carmela Grüne
Polícia e bandido, 13
José Paulo Baltazar Junior
Maria da Penha, um samba que rima!, 27
Maria Berenice Dias
Direitos, humanos e direitos humanos: onde @s homossexuais?, 33
César Augusto Baldi
A política e a arte do direito na realização da justiça, 59
Djalma Pinto
A favela e o Estado: brevíssimo ensaio entre a maloca e a Ágora, 71
Ricardo Aronne
A legitimação do direito na sociedade da informação tecnológica. Aproximando a sociedade através da música, 85
José Carlos de Araújo Almeida Filho Os juízes no espelho: ver e ser visto, 103 Mônica Sette Lopes
Águia de Haia: do sagrado e do profano no falar direito, 119
Paulo Ferreira da Cunha
Vovó Maria: os ardis e as delícias do sentido, 133
José Rodrigo Rodriguez
Os Sertões: a música e suas dimensões jurídicas, 145
Wellington Pacheco Barros
Direitos territoriais ou territórios de direitos? Reflexões etnográficas sobre direitos étnico-territoriais quilombolas, 155
Carlos Eduardo Marques
Quem produz não é dono: O Samba da Mais-Valia, de Sérgio Silva, 179
Rafael da Silva Marques
Sambando em direção à diversidade étnico-racial, 193
Jorge Terra

Carmela Grüne é mestre em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC. Diretora presidente do Jornal Estado de Direito. Advogada


XXX—XXX
La presentación de la obra tendrá lugar en la Livraria Saraiva do Praia de Belas, en Porto Alegre el próximo 18 de abril, a partir das 18´30 h.
Sigue Brasil sorprendiendo al mundo jurídico europeo, con tan poca cintura, tan rígido. ¡Enhorabuena!

J.C.G.

No comments: