Thursday, December 29, 2011

Actas del I Simpósio de Direito e Literatura. Florianopolis (Brasil) 2010


Prof. Dr. Luis Carlos Cancellier de Olivo





Centro de Ciências Jurídicas. Universidade Federal de Santa Catarina (Florianópolis. Brasil)Dir. de la Coleção Direito e Literatura







Luis Carlos Cancellier de Olivo (org.)
Direito e Literatura: Anais do I Simpósio de Direito e LiteraturaFundação Boiteux, Florianópolis, 2011.
v. 1, 162 pp.
ISSN: 2237-3284
SUMÁRIO
DERECHO Y LITERATURA: LA CULTURA LITERARIA DEL DERECHO 13
José Calvo González
Direito, Argumentação e Poder em Julio César 25
Mara Regina de Oliveira
A Intolerância Como Permanente Estado de Guerra 66
Pedro Souza
A Intolerância Como Permanente Estado de Guerra a Partir de
Michel Foucault 72
Emerson Cezar
A Lei como Objeto-em-si (Agamben Poitemista) 78
Raul Antelo
A Loucura... de Mário de Sá Carneiro, e a Nossa (Prova de
Amor)... Jurídica 97
Alexandre Morais da Rosa
O Direito e as Invasões Bárbaras: anotações a partir de Kavafis,
Coetzee e Baricco 104
André Karam Trindade
Lei do Homem. Lei do Antropófago: o Direito Antropofágico
como Direito sonâmbulo 125
Alexandre Nodari
Bionarrativa de la Justicia en el Periodismo Literario de César
Vallejo 146
José Calvo González
SOBRE OS AUTORES




Luis Carlos Cancellier de Olivo (org.)
Direito e Literatura: Anais do I Simpósio de Direito e LiteraturaFundação Boiteux, Florianópolis, 2011.
v. 2, 244 pp.
ISSN: 2237-3284
SUMÁRIO
O AUTO DA COMPADECIDA E O DIREITO: UM ESTUDO JURÍDICO-ARMORIAL 13
Luiz Gustavo Vieira Santos
O DIREITO NA OBRA ENSAIO SOBRE A LUCIDEZ: O CONCEITO DE LIBERDADE
EM SARAMAGO 42
Louise Pedro Bom
DIREITO E LITERATURA: O RETRATO DO DIREITO DE FAMÍLIA, NOS CONTOS DE
DALTON TREVISAN 53
Ricardo Reis Messaggi e Ana Cecília Parodi
DIREITO E LITERATURA: A FAMÍLIA NOS CONTOS DE NELSON RODRIGUES 78
Ricardo Reis e Carlyle Popp
A CONSTRUÇÃO OBJETIVA DE SÃO BERNARDO: DA CRÍTICA À PRÁTICA
JURÍDICA ATÉ INFLUÊNCIAS TEÓRICAS 103
Matheus fernando Silveira e Nicolle Feller
INTERVENCIONISMO ESTATAL E PRÁTICAS REGULATÓRIAS EM MANHATTAN
TRANSFER 117
Guilherme Ricken
JÚLIO VERNE SOB A PERSPECTIVA DA CIÊNCIA JURÍDICA 129
Jéssica Maibuk, Agatha Cristine Depiné e Josemar Sidinei Soares
O CAÇADOR DE PIPAS: EM BUSCA DO CONTEÚDO JURÍDICO DA
SOLIDARIEDADE 139
Cassio Prudente Vieira Leite e Felipe Miguel de Souza
DAR VOZ AOS OSSOS: JUSTIÇA DE TRANSIÇÃO E A POESIA DE JULIÁN AXAT 158
Pádua Fernandes
BARTLEBY, A MORAL SOB A TEXTURA DA ERA MODERNA 173
Katerina Pitasse Fragoso
VIDAS SECAS E O MST: UMA FUGA LEGÍTIMA PARA A SOBREVIVÊNCIA 183
Rodrigo A. Sartori
O DIREITO EM MAX HAVELAAR – UM ESTUDO SOBRE A RELAÇÃO ENTRE
DIREITO PÚBLICO E ECONOMIA NA OBRA DE MULTATULI 196
Ricardo Pedro Bom Filho
A DESOBEDIÊNCIA CIVIL E O TRANSCENDENTALISMO DA NOVA INGLATERRA:
UMA LEITURA HISTÓRICO-LITERÁRIA DA FILOSOFIA DA MORAL E DO DIREITO A
PARTIR DE EMERSON E THOREAU 209
Fernando Nagib Coelho
O DIREITO NO PAÍS DAS MARAVILHAS 222
Paulo Ferrareze Filho
SOBRE OS AUTORES






Luis Carlos Cancellier de Olivo (org.)
Direito e Literatura: Anais do I Simpósio de Direito e LiteraturaFundação Boiteux, Florianópolis, 2011.
v. 3, 282 pp.
ISSN: 2237-3284
SUMÁRIO
OS TIPOS CRIMINOSOS NAS OBRAS DE SHAKESPEARE 13
João Henrique Pickcius Celant
LITERARIEDADE E DISCURSO RETÓRICO NA OBRA DE HOBBES 22
Fernando Nagib Coelho e Gustavo Zatelli Correa
DIREITO E NARRATIVAS INFANTIS 40
Marina Caume
DIREITO E LITERATURA – A CONTRIBUIÇÃO DA OBRA DE MONTEIRO LOBATO NA
CONSTRUÇÃO DE UMA TEORIA DO DIREITO ANIMAL NO BRASIL CONTEMPORÂNEO 53
Maria Cristina Brugnara Veloso e Camilo Machado de Miranda Porto
A INTERLOCUÇÃO ENTRE AS ESCOLAS LITERÁRIAS E A INTERPRETAÇÃO JURÍDICA 72
Laila Maia Galvão
O TRÁGICO EM ÉSQUILO COMO MODELO DE FORMAÇÃO HUMANA 91
Tiago Mendonça dos Santos e Josemar Sidinei Soares
A ELEVAÇÃO DA VIDA FÍSICA À MORAL PELO RECONHECIMENTO DO DIREITO 101
Helena Grassi Fontana
A CAVALARIA INOMINÁVEL E A ORDEM JÃO JURÍDICA: POR UMA ÉTICA DA
REPRESENTAÇÃO 110
João Guilherme Dayrell de Magalhães Santos
DIANTE DA LEI: DIÁLOGOS ENTRE FANTASIA E REALIDADE NO ACESSO À JUSTIÇA 119
Franciele Pereira do Nascimento
KAFKA: METAMORFOSEANDO O DESEJO EM CASTRAÇÃO 133
Leilane Serratine Grubba e Mikhail Vieira Cancelier de Olivo
ENTRE QUATRO PAREDES: CLAUSURA DO SER-POLÍTICO EM UMA SOCIEDADE
DEMOCRÁTICA 145
Leilane Serratine Grubba
ESPECTROS DE MARX: SOBRE A RESPONSABILIDADE DO HERDEIRO 160
Julia Sichieri Moura
INSÔNIA: INQUIETAÇÕES ACERCA DA VONTADE DE VERDADE 172
Bruno Garrote Marques
LADY MACBETH, SEM LEI E SEM VIDA 202
Ingrid Quadros de Mello
A TRAVESSIA JAGUNÇA SOB A PERSPECTIVA DA SOCIOLOGIA JURÍDICA – UMA
ANÁLISE A PARTIR DA OBRA GRANDE SERTÃO: VEREDAS 211
Nathália Sanglard de Almeida Nogueira
A LEI É FEITA POR CIDADÃOS “[...] COMO PODE UM CAMPONÊS TER
RAZÃO?”: UMA LEITURA DE FONTAMARA 223
Eliziane Mara de Souza e Patrícia Peterle
O DIREITO COMO ARTE RETÓRICA E VONTADE DE SIGNIFICAÇÃO: AS
CONTRIBUIÇÕES DE JAMES BOYD WHITE 233
Ada Bogliolo Piancastelli de Siqueira
CAMUS E NIETZXCHE: OS FUNDAMENTOS DA MORAL JUDAICO-CRISTÃ NO
JULGAMENTO DE MEURSAULT EM O ESTRANGEIRO 251
Renata Rodrigues Ramos
DIREITO E LITERATURA: ESAÚ & JACÓ DE MACHADO DE ASSIS 261
Sérgio Rubens Birchal Becattini e Camilo Machado de Miranda
SOBRE OS AUTORES






XXX---XXX



Extraordinaria labor, formativa y de difusión, la que viene desarrollando el Prof. Dr. Luis Carlos Cancellier de Olivo desde la Universidade Federal de Santa Catarina y la Fundação Boiteux. Admirado y buen amigo, el Prof. Dr. Luis Carlos Cancellier de Olivo es con toda justicia el más dinámico representante de los estudios de Derecho y Literatura en Brasil, a los que ha sabido imprimir una moderna perspectiva de análisis crítico-social, con reconocido prestigio internacional. Su entrega al Programa de Pós-Graduação em Direito, Centro de Ciências Jurídicas. Universidade Federal de Santa Catarina (Florianópolis. Brasil) está resultando en ello decisiva, con resultados brillantes. Mi más sincera felicitación.

No comments: