Friday, June 19, 2009

Cine y Derecho. La pedagogía crítica (II)






Giovanni Alves,
Trabalho e Cinema. O Mundo do Trabalho através do Cinema
Editora Práxis, Londrina
2006, Vol. 1, 320 pp.
I.S.B.N.: 8590193373



Índice
+ Apresentação

+ Análise Críticas dos Filmes

- À Nós a Liberdade (René Clair, 1931)
- Tempos Modernos (Charles Chaplin, 1936)
- Meu Tio (Jacques Tati, 1958)
- Metropolis (Fritz Lang, 1926)
- 2001 - Uma Odisséia no Espaço (Stanley Kubrick, 1968)
- Blade Runner (Ridley Scott, 1986)
- Matrix (Irmãos Wachowski, 2000)
- Ou Tudo ou Nada (Peter Cattaneo, 1997)
- Segunda-Feira ao Sol (Fernando Leon de Aranoa, 2000)

+ Apêndice. Uma hermenêutica do filme. Cinema como experiência crítica






Giovanni Alves,
Trabalho e Cinema. O Mundo do Trabalho Através do Cinema
Editora Práxis, Londrina,
2008, Vol. 2, 280 pp.
I.S.B.N.: 978859972871



Índice
Apresentação

Introdução
Capitalismo, Classe e Consciência de Classe. Elementos categoriais

Análise dos Filmes

Capítulo 1
Vinhas da Ira, de John Ford
Capítulo 2
Ladrões de Bicicleta, de Vitorio de Sica
Capítulo 3
A Terra Treme, de Luchino Visconti
Capítulo 4
O Sucesso a Qualquer Preço, de James Foley
Capítulo 5
O Adversário, de Nicole Garcia
Capítulo 6
O Corte, de Costa Gavras





Resultado das atividades do projeto de extensão universitária Tela Crítica da UNESP – Campus de Marília (Brasil). Giovanni busca formar, através da análise da forma e do sentido do filme, uma consciência crítica da sociedade global do capital. Utilizando os filmes (considerados como reveladores do “metabolismo social do mundo burguês”) como pré-textos, o autor discute conteúdos da teoria sociológica e da sociologia do trabalho. Além de analisar diversos filmes o autor apresenta um “manifesto metodológico” onde “explicita através dos mais diversos argumentos filosóficos, a pretensão de levar a sério a utilização do filme como meio de reflexão crítica do mundo burguês”. Temáticas: : técnica e estranhamento, com análises de filmes de ficção-científica; capitalismo e sociabilidade, com análises de dramas sociais e sociabilidade e estranhamento, com análise de filmes de horror.
Giovanni Antonio Pinto Alves é Prof. Dr. em Ciências Sociais da UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA "JÚLIO DE MESQUITA FILHO" - Campus de Marília, coordenador-geral do Projeto de Extensão Tela Crítica (http://www.telacritica.org/). Coordena também o Projeto OPT - Observatório da Precarização do Trabalho que visa criar um acervo virtual de acesso público à história oral de experiência de precarização do trabalho no Brasil. Home-page: http://www.giovannialves.org/

No comments: